29.6 C
Brasil
8 de abril de 2020
Destaques Transporte

Ativa Logística faz ampliação de 45% em sua unidade de Pouso Alegre

Considerada uma das principais operadoras logísticas de saúde, beleza e bem-estar no Brasil, a Ativa Logística amplia a sua unidade de Pouso Alegre, no Sul de Minas. A área da unidade foi expandida em 45%. A ampliação no Sul de Minas faz parte de um investimento maior de abertura, ampliação e modernização de unidades em 2019, que consumiu recursos da ordem de R$ 3 milhões.

Em Pouso Alegre, a movimentação de produtos entre janeiro e setembro de 2018 foi de 2,5 mil toneladas de produtos. Esse volume saltou, nos primeiros nove meses de 2019, para 7 mil toneladas e espera-se atingir 15 mil toneladas em 2020. Os números finais do ano passado ainda não foram fechados.

De acordo com o diretor Comercial da Ativa Logística, Adriano Campos, Pouso Alegre é uma cidade estratégica não apenas pela sua posição geográfica privilegiada entre Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Já existe a expectativa para que a filial passe por mais uma expansão no curto prazo.

“Quando fazemos a expansão de uma unidade, comercialmente avaliamos um crescimento proporcional maior porque incrementamos o uso da tecnologia e ganhamos em produtividade. Um grande número de empresas vem se deslocando para Minas Gerais, demonstrando a retomada e importância da economia do Estado, especialmente nos segmentos que atuamos, inclusive com incentivos municipais e estaduais. Avaliamos a importância de Minas não só pelo que ela já significa, mas também pelo que pode vir a ser”, explica Campos.

Minas Gerais é o estado onde a indústria farmacêutica mais cresce no Brasil, como aponta a Pesquisa Industrial Anual, divulgada em 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O setor obteve, em Minas, uma receita líquida de R$ 3,18 bilhões, crescimento de 15,44% em relação ao ano anterior.

Pouso Alegre se destaca no ranking das cidades brasileiras com população acima de 100 mil habitantes mais promissoras para investir, empreender e negociar. Em um levantamento da revista Exame, publicado em 2019, a cidade apareceu na 29ª posição. Em Minas Gerais, o município ocupa o segundo lugar, atrás apenas de Belo Horizonte, e lidera o Sul de Minas. Lavras figurou na 59ª, enquanto Poços de Caldas ocupou a 68ª posição e Varginha a 81ª. Para o levantamento foram analisados 42 indicadores, abrangendo os segmentos de sociodemografia, econômico, saúde, educação, financeiro, transporte, infraestrutura e segurança.

Aportes da Ativa Logística

Entre as unidades que receberam aportes da empresa está a filial de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, que ganhou uma área 100% maior em comparação ao armazém anterior.

A ação mais importante, entretanto, foi a inauguração do novo CD em Itapevi (R$ 10 milhões), na Grande São Paulo, que aconteceu em dezembro.

Ao todo, a Ativa Logística, que tem 23 anos de mercado, tem 18 unidades espalhadas por cinco estados: (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná). Delas, cinco estão em Minas Gerais: na capital, Belo Horizonte; Montes Claros (Norte de Minas), Juiz de Fora (Zona da Mata) e Uberlândia (Triângulo).

Segundo o gerente Nacional de Operações da Ativa Logística, Marcelo Azevedo, a maior unidade da empresa em Minas é a da Capital, porém a importância é relativa.

“A maior filial é a da Capital, porém as operações são intercambiáveis, especialmente entre Pouso Alegre e Belo Horizonte, conforme a demanda. A disposição das unidades dentro do Estado também exerce uma função estratégica em relação ao como atendemos o restante do País. A região Centro-Oeste, por exemplo, com destaque para Goiás, é atendida pela filial de Uberlândia”, pontua Azevedo.

Além das operações rodoviárias, a Ativa também oferece transporte aéreo. Em 2016 a empresa adquiriu a Trans Model, um dos maiores operadores logísticos de medicamentos e cosméticos no Brasil. A Trans Model, que fechou 2018 com um volume de 42% maior de carga transportada, totalizando 750 toneladas de produtos, e crescimento no faturamento da ordem de 58%, finalizou 2019 com crescimento de 50%.

“Somos uma empresa de soluções. Entendemos que 2020 será um ano de grandes oportunidades pela retomada da economia e também existe muito o que ser feito em termos de infraestrutura no Brasil. A logística é um gargalo e ter soluções para cada dificuldade apresentada é determinante para o crescimento dos setores nos quais atuamos”, completa o gerente Nacional de Operações da Ativa Logística.

Fonte: Diário do Comércio

Related posts

Sequoia reforça operação na última milha para crescer 80% em 2019

Redação Logística Brasil

TruckPad anuncia investimento da chinesa Full Truck Alliance

Redação Logística Brasil

Indústria de implementos rodoviários vai ao México

Maria Alice Guedes

Deixe seu comentário