19.5 C
Brasil
7 de dezembro de 2019
Infraestrutura

Governo do Paraná cria banco de projetos para investir R$ 350 milhões em obras

O Governo do Paraná lançou nesta segunda-feira (26) um banco de projetos executivos de R$ 350 milhões para viabilizar e agilizar obras de reestruturação de rodovias, ferrovias e investimentos em segurança pública. Segundo o governador Ratinho Junior (PSD), o projeto tem um formato inédito e foi desenvolvido para resolver gargalos históricos do estado.

Esse não é um programa do nosso mandato, mas um banco que vai ficar por muitos anos à disposição dos próximos governadores, deputados e secretários. É um plano diretor de infraestrutura, afirmou. Dos R$ 350 milhões, segundo o governo, R$ 290 milhões são para melhorar ou implementar pavimentação, trevos, contornos e pontes em ligações rodoviárias; R$ 40 milhões para estruturar a malha ferroviária e concretizar as ligações Foz do Iguaçu-Cascavel e Dourados (MS)-Paranaguá; R$ 20 milhões para segurança pública, o que inclui o projeto Cidade da Polícia, penitenciárias, institutos de criminalísticas e batalhões.

Na primeira etapa, conforme o governo, serão liberados editais para licitação de R$ 51 milhões em projetos executivos para 26 trechos de rodovias em todas as regiões, envolvendo as rodovias PR-323 (norte/noroeste); PR-280 (sul/sudoeste); PR-092 (capital/Campos Gerais); PR-445 (norte); PR-317 (noroeste); PR-412 (litoral); PR-466 (central/norte); PR-151 (Campos Gerais/norte) PR-180 (oeste).

O banco de projetos prevê investimentos de R$ 105 milhões nos primeiros 12 meses (2019 e 2020) e outros dois aportes de R$ 155 milhões e R$ 90 milhões nos anos subsequentes.

Integram o pacote de projetos executivos mais de mil quilômetros de trechos de rodovias importantes para o Paraná.Também estão presentes os contornos de Londrina (norte), Cianorte, Umuarama, Campo Mourão, Castro, Curitiba (norte), além do Trevo Cataratas, em Cascavel, e as pontes Querência e Japurá (noroeste), Ariranha Ivaí (centro), Guaratuba e Nhundiaquara (litoral).

No pacote de infraestrutura ferroviária de R$ 40 milhões, o governo incluiu os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) dos trechos Foz do Iguaçu-Cascavel, Dourados (MS)-Cascavel, e Guarapuava-Paranaguá.

Fonte: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2019/08/26/gover…

Related posts

Investimento do governo em infraestrutura no ano passado é o menor em dez anos

Carlo Fracalanza

Associações do setor portuário contestam resolução que obriga terminais a informar preços

Maria Alice Guedes

Ministro da Infraestrutura anuncia concessão de 3 ferrovias até 2020

Carlo Fracalanza

Deixe seu comentário