20.2 C
Brasil
14 de outubro de 2019
Energia

Petrobras recebe três ofertas vinculantes pela Liquigás

A Petrobras recebeu três ofertas pela Liquigás, unidade de botijões de gás liquefeito de petróleo (GLP) da estatal, disseram fontes à Reuters, em meio a um processo de venda do ativo que havia definido prazo até sexta (23) para apresentação de propostas vinculantes pelos interessados. Especializada no envasamento, distribuição e comercialização de GLP no Brasil , a Liquigás é uma das dezenas de ativos que a Petrobras colocou à venda em uma ampla campanha de desinvestimentos com o objetivo de reduzir a dívida e priorizar a exploração e produção de petróleo em águas profundas.

“Tivemos três ofertas e muito boas”, disse nesta segunda-feira uma das fontes com conhecimento do assunto, que falou sob a condição de anonimato porque as informações sobre a transação não são públicas. A expectativa da companhia é fechar a venda da Liquigás, líder no segmento de GLP envasado, até novembro, acrescentou a fonte, que não informou os nomes dos ofertantes interessados.

Uma segunda fonte afirmou que, após negociações, a proposta vencedora será levada ao conselho de administração para uma decisão final. O período de entrega de propostas pela Liquigás havia sido adiado em pouco mais de uma semana após pedidos de potenciais investidores, que queriam mais tempo para fazer devidas avaliações sobre a unidade.

Procurada, a Petrobras não respondeu imediatamente a um pedido de comentários. Mas a companhia já levantou US$ 15 bilhões com as vendas de ativos no acumulado do ano até o fim de julho.

Parada

A Petrobras informou que a refinaria de Paulínia (Replan), maior unidade de refino da estatal em capacidade de processamento de petróleo, entrará em parada para manutenção a partir desta segunda-feira.

Os trabalhos terão duração de 36 dias, mas a Petrobras afirmou que não haverá comprometimento ao abastecimento do mercado, que será feito por produtos de outras refinarias da empresa no período, segundo comunicado à imprensa.

“As paradas para manutenção têm por objetivo manter a segurança e confiabilidade operacional da refinaria, restabelecer as capacidades operacionais, além de promover melhorias nas suas instalações”, afirmou a Petrobras no comunicado.

Cerca de 1,2 mil trabalhadores terceirizados prestarão serviços de manutenção da Replan, responsável pelo processamento de cerca de 20% do petróleo do País.

Preços

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros avançou em 15 Estados brasileiros e no Distrito Federal na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas.

Houve queda em outros nove Estados e estabilidade em Minas Gerais e no Pará. Na média nacional, o preço médio subiu 0,16% na semana sobre a anterior, de R$ 4,319 para R$ 4,326.

Em São Paulo, maior consumidor do País e com mais postos pesquisados, o litro da gasolina subiu 0,12%, de R$ 4,078 para R$ 4,083, em média.

No mercado global, os preços do petróleo avançaram cerca de 2% nesta segunda-feira, após um ataque das forças iemenitas houthis a instalação de petróleo da Arábia Saudita no final de semana ameaçar a oferta petrolífera, enquanto operadores continuam buscando sinais de que as principais economias do mundo tomarão medidas para contra-atacar uma desaceleração mundial.

O petróleo Brent, valor de referência global, fechou a US$ 59,74 por barril, alta de US$ 1,10, ou 1,88%, conforme informações das bolsas.

Related posts

Safira Energia é destaque do setor no Anuário Melhores da Dinheiro 2019

Redação Logística Brasil

Geração de energia eólica representa 9% da matriz elétrica brasileira

Maria Alice Guedes

Energia solar deve crescer 44% no Brasil em 2019 com impulso de geração distribuída

Carlo Fracalanza

Deixe seu comentário